LOGIN:

Digite seu email:
Senha:
Esqueceu a senha? Cadastre-se grátis


Plano de emagrecimento

FERRAMENTAS
& TABELAS


PLANO DE
EMAGRECIMENTO
SUADIETA

Plano de Emagrecimento

faixa_saude.png

RECEITA DE BELEZA: NÃO FUMAR E DORMIR BEM

Receita de beleza: não fumar e dormir bem
Especialista aponta os seis aspectos físicos mais comprometidos pelas baladas.
Imprimir
enviar por email
Compartilhe:
Profissionais especializados em medicina estética alertam para o envelhecimento precoce causado pelo cigarro e para as complicações a que um fumante está sujeito ao se submeter a cirurgias plásticas e procedimentos mais invasivos. 

“Os fumantes têm doze vezes mais chances de enfrentar complicações durante procedimentos cirúrgicos do que os não fumantes. Além de ser uma droga psicoativa que chega ao cérebro em nove segundos, a nicotina causa dependência e aumenta a liberação de catecolaminas, além de provocar vasoconstrição, acelerar os batimentos cardíacos, causar hipertensão arterial e aumentar as chances da adesividade plaquetária, responsável pela trombose”, alerta Alieksiéi Carrijo, cirurgião plástico que dirige a clínica Plástica BR, em São Paulo. 

O especialista afirma que o principal problema relacionado ao fumo e cirurgia plástica é que a nicotina compromete bastante a circulação sanguínea, podendo causar desde dificuldades na recuperação, até infecções e cicatrização mais pronunciada. “Daí a importância de alertar o paciente a parar de fumar três meses antes do procedimento cirúrgico e, se possível, durante todo o pós-operatório. Mas o ideal mesmo é convencer a pessoa a parar definitivamente de fumar. Além do cigarro, a rotina de noites mal dormidas e o consumo excessivo de álcool têm resultado em muita gente jovem envelhecida precocemente. 

Carrijo aponta seis aspectos da aparência mais afetados pelo excesso de fumo, álcool e falta de sono:

1. Olheiras. “O primeiro sinal de uma noite mal dormida aparece logo abaixo dos olhos, com a formação de olheiras e bolsas palpebrais. Quando essa rotina se repete com alguma regularidade, os efeitos não costumam desaparecer fácil e espontaneamente. Se, além de não dormir bem e fumar, a pessoa também costuma ingerir álcool regularmente, o inchaço poderá ser percebido não apenas nos olhos, mas no rosto todo. 

2. Pele ressecada. “Existe uma expressão que descreve o conjunto de características faciais que incluem rugas, sulcos, falta de brilho e tonalidade acinzentada da pele: “rosto de fumante”. O monóxido de carbono presente na fumaça do cigarro reduz o fluxo sanguíneo, provocando a descoloração e o ressecamento da pele. Outro motivo para a perda de viço é o excesso de álcool, que desidrata o organismo como um todo, principalmente a pele. 

3. Queda acentuada de cabelo. “Homens que fumam mais de 20 cigarros por dia são grandes candidatos a ficar careca. Com a circulação sanguínea comprometida, os folículos capilares são impactados, fazendo com que o cabelo pare de crescer ou, pior, tenha queda acentuada. Nas mulheres fumantes, os efeitos mais comuns são a queda acentuada de cabelo, a perda de brilho e problemas como pontas duplas e ressecamento dos fios.” 

4. Manchas. “O fumo faz com que manifestações de doenças autoimunes, como a psoríase e a dermatite atópica, ocorram com mais frequência, levando a pessoa a conviver com manchas e marcas cada vez mais visíveis. Até mesmo as estrias se tornam mais visíveis em pacientes fumantes. Já quem sofre de rosácea e ingere álcool em grandes quantidades costuma ter crises mais frequentes da doença, desencadeando o surgimento de manchas avermelhadas na região central do rosto.”

5. Rugas. “Jovens que fumam, bebem excessivamente e ainda usam contraceptivos orais são sérias candidatas ao envelhecimento precoce. O quadro é mais grave quando se associa fumo com falta de sono. Assim como o estresse, dormir pouco leva o corpo a produzir um hormônio chamado cortisol que eleva os níveis de açúcar no sangue. Além dos evidentes danos à saúde, também pode destruir gradualmente o colágeno responsável por uma pele firme e sem rugas ou pés-de-galinha.”

6. Pós-operatório problemático. “A vasoconstrição causada pela nicotina limita o fluxo de sangue rico em oxigênio para pequenos vasos no rosto e no corpo. Sendo assim, o tempo de cicatrização de um fumante é sempre maior do que o de um não-fumante e, algumas vezes, complicado. 



ATENÇÃO!

Todas as informações sobre dieta, serviços de dieta e atividades físicas oferecidos pelo Suadieta não substituem a dieta, o acompanhamento e as atividades físicas prescritos por profissionais de saúde como: médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física, respectivamente.

A dieta proposta pelo Suadieta é pessoal e intransferível, ficando o usuário responsável por qualquer divulgação da dieta a terceiros.

© Suadieta - Todos os direitos reservados

Servidor:APP