LOGIN:

Digite seu email:
Senha:
Esqueceu a senha? Cadastre-se grátis


Plano de emagrecimento

FERRAMENTAS
& TABELAS


PLANO DE
EMAGRECIMENTO
SUADIETA

Plano de Emagrecimento

faixa_saude.png

EXPECTATIVA DE VIDA PEDE ATENÇÃO AO SURGIMENTO DE DOENÇAS

Expectativa de vida pede atenção ao surgimento de doenças
Especialmente quando o paciente tem vários fatores de risco, como estresse, tabaco, sedentarismo, má alimentação e predisposição genética, o médico deve rastrear essas doenças, o que pode ser feito pelo cardiologista, pelo oncologista e pelo clínico geral.
Imprimir
enviar por email
Compartilhe:
O aumento da expectativa de vida, inclusive impulsionada pelo avanço da medicina, contribui para o crescimento das chances de uma pessoa desenvolver doenças cardiovasculares e câncer ao longo dos anos. “Além disso, as doenças do coração e os tumores têm fatores de risco comuns, em geral, ligados a hábitos de vida, como estresse, depressão, má alimentação, sedentarismo e tabagismo”, destaca o Dr. Abrão José Cury Jr, presidente da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Clínica Médica.

Diante disso, o médico explica a importância de fazer o “screening” de câncer, que consiste em rastrear tumores que ainda não tiveram manifestações evidentes, ou que tiveram manifestações subvalorizadas pelo paciente e pelo médico.

Especialmente quando o paciente tem vários desses fatores de risco, como estresse, tabaco, sedentarismo, má alimentação e predisposição genética, o médico deve rastrear essas doenças, o que pode ser feito pelo cardiologista, pelo oncologista e pelo clínico geral. Depois do diagnóstico, o tratamento passa a ser de responsabilidade do especialista. 

O Dr. Abrão Cury alerta que é indispensável o acompanhamento do cardiologista no tratamento do câncer porque alguns medicamentos têm interação. Além disso, eventualmente, a quimioterapia e a radioterapia podem concorrer para o surgimento de complicações cardiovasculares. 

Os pacientes frequentam mais o consultório do cardiologista do que do oncologista, em geral relacionado a uma experiência traumática. Diante disso, os cardiologistas e os clínicos precisam conhecer bem a Oncologia porque, cada vez mais, têm em seu consultório pacientes com tumores e a tendência é que família e paciente, mais do que se consultar, se aconselhem com o cardiologista e com o clínico. “Além de tratar as complicações físicas, o médico tem que ‘gerenciar’ a situação”, finaliza.

ATENÇÃO!

Todas as informações sobre dieta, serviços de dieta e atividades físicas oferecidos pelo Suadieta não substituem a dieta, o acompanhamento e as atividades físicas prescritos por profissionais de saúde como: médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física, respectivamente.

A dieta proposta pelo Suadieta é pessoal e intransferível, ficando o usuário responsável por qualquer divulgação da dieta a terceiros.

© Suadieta - Todos os direitos reservados

Servidor:APP