LOGIN:

Digite seu email:
Senha:
Esqueceu a senha? Cadastre-se grátis


Plano de emagrecimento

FERRAMENTAS
& TABELAS


PLANO DE
EMAGRECIMENTO
SUADIETA

Plano de Emagrecimento

faixa_alimentacao.png

MITOS E VERDADES SOBRE A CARNE DE FRANGO

Mitos e verdades sobre a carne de frango
A carne de frango tem diversas substâncias fundamentais para o organismo, como proteínas, que são digeridas em aminoácidos essenciais e formam vários tipos de enzimas que influenciam no humor, concentração e qualidade do sono, por exemplo.
Imprimir
enviar por email
Compartilhe:
A carne de frango sempre foi alvo de várias suposições populares. Alguém da sua família já deve ter dito que não é bom comer muito frango porque tem hormônio, que frango caipira é mais saudável, que embutidos são feitos com ossos, cabeça e pés... São vários mitos que se propagaram por falta de conhecimento do processo do abate. Por isso, a equipe do abatedouro Frangos Pioneiro respondeu algumas das principais dúvidas sobre a carne de frango. 

Carne de frango contém diversas substâncias saudáveis

Verdade: A carne de frango tem diversas substâncias fundamentais para o organismo, como proteínas, que são digeridas em aminoácidos essenciais e formam vários tipos de enzimas que influenciam no humor, concentração e qualidade do sono, por exemplo. As vitaminas presentes são a do complexo B, principalmente a B2 e B12, fundamentais para o metabolismo celular e funções do sistema nervoso. Além disso, a carne de frango ainda é uma fonte de ferro e fósforo.

A carne de frango tem hormônios

Mito: O tempo de vida do frango convencional ou orgânico até o abate inviabiliza qualquer tentativa de utilização de hormônios, pois não há prazo suficiente para ação da substância no organismo do animal. Hormônios de crescimento demoram cerca de 60 dias para começarem a agir no organismo da ave, já seu abate é feito em 42 dias.

O Brasil tem alta qualidade sanitária na criação de frango

Verdade: A carne de frango brasileira é rastreada e produzida com alta tecnologia. Uma das formas de garantir o padrão de qualidade exigido pelo mercado interno e externo são as boas práticas de produção e criação dos frangos de corte. Com a junção de vários procedimentos, definidos por programas de qualidade, é que se tem competitividade global dos produtos, como é o caso do Brasil, que é o maior exportador de frangos.

Frango de granja é menos saudável do que o frango caipira

Mito: A única diferença do frango de granja e do frango caipira é o tipo de alimentação que recebem, o que explica o sabor diferenciado de cada um. Na granja, a alimentação é feita à base de rações balanceadas, enquanto o caipira pode ter acesso ao pasto, comer outros tipos de grãos e até mesmo insetos. Porém, ambos possuem uma carne nutritiva e de alta qualidade. 

Cartilagens, ossos e restos do frango são utilizados para fazer embutidos

Mito: Apesar de todas as partes do frango serem reaproveitadas, ossos, cabeça, penas e vísceras são utilizados apenas na produção de ingredientes de ração para animais de estimação e para aves.

A carne de frango perde o sabor ao ser congelada

Mito: Congelar a carne de frango é uma das melhores formas de conservar o sabor e os nutrientes do alimento, não ocasiona danos ao tecido muscular e preserva a maciez e qualidade nutricional do produto. Mas, para a carne continuar saborosa após ser descongelada,  o segredo é fazer o processo gradativamente, colocando-a no interior da geladeira, sem tirar da embalagem em que foi congelada.

A qualidade da carne não depende da alimentação do frango 

Mito: Uma carne de frango com boa qualidade depende de uma dieta balanceada. Para isso, a alimentação da ave deve ser à base de milho, farelo de soja e rações altamente qualificadas para garantir uma boa nutrição e qualidade da carne.



ATENÇÃO!

Todas as informações sobre dieta, serviços de dieta e atividades físicas oferecidos pelo Suadieta não substituem a dieta, o acompanhamento e as atividades físicas prescritos por profissionais de saúde como: médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física, respectivamente.

A dieta proposta pelo Suadieta é pessoal e intransferível, ficando o usuário responsável por qualquer divulgação da dieta a terceiros.

© Suadieta - Todos os direitos reservados

Servidor:APP